reserva emergencial

7 passos para fazer uma reserva emergencial

Quando a economia entra em crise, as pessoas tendem a armazenar menos dinheiro e a se concentrar mais em gastá-lo. No entanto, isto é exatamente o oposto do que você deveria fazer nesta situação. Nessas ocasiões, uma reserva emergencial é a melhor opção.

Em vez de desperdiçar, é preciso começar a economizar o máximo de dinheiro possível. A melhor maneira é criar uma reserva emergencial que possa ser acessada de modo rápido, quando for necessário.

A reserva de emergência ajuda a protegê-lo de despesas inesperadas, como contas médicas ou reparos no carro. Não é apenas uma boa ideia – é algo que você deve fazer se quiser sobreviver a tempos difíceis, e a sair deles sem perder o controle de sua vida e de suas finanças.

Ela também é importante para aqueles períodos em que você está em um emprego ou carreira em constante mudança, e acontece algo imprevisível. Mesmo que tenha um histórico de trabalho e de carreira, a infeliz realidade é que as coisas nem sempre correm como planejadas. A vida acontece.

A seguir, nós da Unique Investimentos, reunimos algumas estratégias diferentes para você aprender a guardar seu dinheiro, de modo a não precisar enfrentar problemas financeiros graves, caso algo dê errado.

Por que um fundo de emergência é tão importante?

Ter um fundo de emergência em vigor antes que precise dele pode ajudar a evitar que você contraia um empréstimo com juros altos ou outro tipo de dívida. Também significa não precisar contar com a família ou amigos para ajudá-lo, quando precisar de assistência.

Assim sendo, uma reserva de emergência é muito mais do que uma mera economia de dinheiro. É uma parte essencial de sua segurança financeira. Sem ela, um evento inesperado poderia colocar drasticamente em risco seu futuro.

Por exemplo, imagine que está sem emprego e não possui dinheiro suficiente em sua conta bancária para pagar suas contas. O que fazer, então? Se não tiver outras opções, talvez tenha que contrair um empréstimo. Entretanto, se você tiver uma reserva de emergência, terá outras opções a que recorrer.

Quanto você deve ter em seu fundo de emergência?

Não há uma resposta de tamanho único para esta pergunta. O que é suficiente depende realmente de sua situação pessoal. A regra geral é ter dinheiro suficiente em sua reserva de emergência para cobrir três a seis meses de despesas de vida.

Se você estiver na faculdade, talvez queira ter mais dinheiro economizado no caso de precisar tirar um semestre para cuidar de um pai doente ou lidar com as dificuldades financeiras causadas por um acidente de carro, por exemplo.

E se estiver planejando começar uma família em breve, talvez queira ter um valor disponível para montar enxoval e comprar uma casa, pois os custos médicos podem aumentar quando você tiver um bebê.

Decida quando usar seu fundo de emergência

Você não quer acessar seu fundo de emergência muito rapidamente, e pode inclusive querer deixá-lo rendendo por muito mais tempo. Idealmente, sua reserva deve ser suficiente para cobrir uma dificuldade financeira a curto prazo, como a perda de um emprego, conserto de carro, contas médicas ou redução significativa na renda.

Entretanto, se você não tiver dinheiro em caixa para pagar suas contas, você pode arriscar perder seus serviços públicos, ou mesmo sua casa, ou carro. É por isso que é importante decidir com que rapidez deseja acessar seu fundo de emergência como regra geral.

Pense sempre na reserva de emergência como uma aliada para cobrir suas despesas de subsistência durante o período de transição.

Sete maneiras de construir uma reserva de emergência

Há muitas maneiras de construir uma reserva de emergência. No entanto, não é uma tarefa fácil de ser realizada. Felizmente, existem algumas maneiras infalíveis de se construir um fundo rapidamente. Estas incluem:

Aproveitar trabalhos extras

Se você tem um emprego e consegue ganhar algum dinheiro extra com atividades freelancers, pode usar o valor para construir sua reserva de emergência. O dinheiro extra pode não parecer muito, mas cada pedacinho conta.

Faça de um fundo de emergência uma prioridade

Não é raro as pessoas adiarem a construção de sua reserva de emergência. Isto é um erro. Um fundo emergencial deve ser uma prioridade para todos, independentemente de sua idade ou situação.

Comece pequeno e economize com frequência

Você não precisa esperar por um inesperado acontecimento para começar a construir sua reserva. Mesmo pequenas quantidades de dinheiro poupadas regularmente podem se somar ao longo do tempo. Não importa quanto dinheiro tenha para começar, comece a construir já o seu fundo.

Conheça seus limites

A primeira coisa que você precisa fazer é ter certeza de que sabe o que pode economizar. Isso pode ser difícil se não tiver uma ideia clara de quanto dinheiro está ganhando a cada mês.

Desse modo, é importante ter uma visão geral de quanto ganha, mantendo o controle de sua renda, criando um orçamento e atualizando-o regularmente, mesmo sendo um profissional autônomo.

Também acompanhe regularmente suas despesas, para saber como o seu dinheiro está sendo utilizado. Em seguida, tenha certeza de que possui dinheiro suficiente para cobrir suas despesas básicas de moradia.

Caso tenha muitas dívidas, será preciso concentrar-se no pagamento delas, antes de começar a tentar economizar dinheiro. Seu fundo de emergência deve ser formado por dinheiro que você tenha mantido em uma conta ou investimento de alto rendimento.

Automatize suas economias

Esta é provavelmente a melhor maneira de economizar. Há uma série de tipos diferentes de poupança que retiram automaticamente uma pequena quantia de dinheiro de sua conta corrente a cada mês e a colocam em sua conta de poupança.

Estes são conhecidos como “planos de poupança automáticos”, e podem ser uma forma muito eficaz de economizar dinheiro, a princípio. Se ainda não está fazendo algo assim, procure dar início.

Desse modo, você pode criar planos de poupança automáticos com seu banco, bem como aplicações financeiras, que devem ajudá-lo a economizar mais, debitando a quantia que seria desperdiçada com itens do dia a dia como café ou mercearias.

Pague suas dívidas o mais rápido possível

Quando você estiver construindo sua reserva de emergência, o ideal é se concentrar nisso, e não no pagamento de suas dívidas. Caso tenha muitas dívidas, antes de começar a economizar dinheiro, é necessário efetuar o pagamento delas o mais rápido possível, mesmo que isso signifique adiar a economia.

Uma vez tendo as dívidas quitadas, você precisa começar imediatamente a economizar dinheiro. Isso pode ser difícil caso tenha um emprego de baixo orçamento, mas é preciso encontrar maneiras de se fazer isto.

Dessa forma, tente reduzir suas despesas, aumentar sua renda com trabalhos autônomos, ou fazer um pouco de ambos.

Coloque suas economias em um lugar seguro

É importante manter seu fundo de emergência em um local seguro onde você possa facilmente acessar, quando for preciso. Não coloque seu dinheiro em investimentos arriscados demais. Desse modo, invista em uma conta poupança, realizando aportes mensais e mantendo-o intacto pelo maior tempo que conseguir.

Você também deve colocar algumas de suas economias em contas do mercado monetário ou CDBs de curto prazo. Estas contas pagarão taxas de juros mais altas do que uma conta poupança tradicional, mas também exigirão manutenção do dinheiro na conta por um período específico.

Os CDBs são investimentos baseados no tempo com um prazo fixo (tais como 6 meses ou 5 anos). Eles são frequentemente usados por pessoas com muito dinheiro, e que precisam mantê-lo em segurança, mas não possuem condições de colocá-lo no mercado de ações.

Prós e contras da criação de uma reserva de emergência

Prós

Ter um fundo de emergência permite evitar dívidas

Se você não tem dinheiro para pagar despesas inesperadas, pode ter que recorrer a fontes não seguras como cartões de crédito ou empréstimos. O uso de dívidas pode oferecer altas taxas de juros, levando a problemas financeiros.

Uma reserva pode reduzir o estresse de uma emergência financeira

Se você economizou um fundo para uma emergência, não terá que se preocupar em como cobrir o custo de um evento inesperado.

Um fundo de emergência pode prepará-lo para o futuro

Muitos eventos inesperados, como um conserto de carro ou uma conta médica, são situações pontuais. Entretanto, outros como perda de emprego podem acontecer a qualquer pessoa e a qualquer momento. Ter economias guardadas pode ajudar a reduzir o estresse de enfrentar esses eventos.

Um fundo pode ajudar você a se recuperar após uma emergência financeira

Se você tiver uma despesa inesperada, ter um fundo pode ajudá-lo a lidar com a situação. Se não tiver nenhuma economia, poderá ter que recorrer a um cartão de crédito de alto interesse para cobrir o custo.

Contras

A construção de uma reserva de emergência leva tempo

Para construir um fundo que seja suficientemente grande para cobrir suas despesas, é preciso paciência. Você não pode esperar abrir uma conta poupança e ter dinheiro suficiente para cobrir os meses de despesas em apenas algumas semanas.

Pode ser difícil economizar uma grande quantia de dinheiro

Se você não tiver economias, pode ser difícil reservar uma grande quantia de dinheiro para um fundo de emergência. Talvez seja útil fazer um orçamento e mantê-lo, a fim de economizar dinheiro a cada mês.

Você pode perder as taxas de juros mais altas

Uma vez que os fundos de emergência devem ser rápidos e de fácil acesso, eles frequentemente oferecem taxas de juros baixas. Se você tiver dinheiro para manter na conta por um longo período, talvez consiga encontrar taxas de juros mais altas, e com melhor rendimento.

Conclusão

Se você seguir estas dicas, deverá conseguir a construção de uma reserva de emergência que o ajudará a protegê-lo e a sua família em caso de uma crise inesperada. O objetivo é economizar dinheiro suficiente para cobrir de três a seis meses de despesas em caso de eventuais problemas.

Desse modo, e para evitar períodos de incerteza econômica, é preciso começar a economizar o mais rápido possível. Se tiver dívidas, se concentre em efetuar o pagamento das mesmas, mas ainda assim, se possível, comece a guardar dinheiro em sua conta poupança. Certifique-se de manter este valor separado em sua conta corrente.

A criação de uma reserva de emergência é essencial em qualquer etapa da vida. Ter dinheiro suficiente em sua conta poupança para cobrir um determinado período de sua vida é fundamental, especialmente se estiver sem emprego e não tiver outra fonte de renda.

Você nunca sabe o que pode surgir na vida e que pode levá-lo a precisar de alguma assistência financeira, e ter um fundo de emergência pode ser o melhor caminho para enfrentar essas situações e proteger seu futuro.

Facebook
Twitter
LinkedIn